• Ana Paula Ostapenko

Com cuidados especiais, cinema atrai espectadores em busca de um ambiente seguro


Depois de tanto tempo, voltar a frequentar o cinema em Campo Grande pode ser uma opção divertida e, sobretudo, segura. Mesmo com a flexibilização das regras de distanciamento social na Capital, a rede UCI, por exemplo, continua tomando medidas de segurança para dar mais conforto aos espectadores, o que chama a atenção do público que, aos poucos, volta a retomar a rotina nos cinemas.

Um exemplo disso é que, para evitar aglomerações, as vendas são controladas por um sistema que bloqueia automaticamente os assentos próximos aos já ocupados. Sendo assim, mesmo que você vá ao cinema com amigos ou com a família, haverá distanciamento entre os grupos.

Para a aposentada Terezinha Rockenbach, que estava sem ir ao cinema desde antes do início da pandemia em março de 2020, voltar a assistir seus filmes preferidos na telona foi uma experiência excelente: “Me senti muito segura e tranquila. Deu inclusive para perceber o cuidado na limpeza, com os funcionários a postos para higienizar a sala, assim que saímos. Além de outros detalhes, como o bloqueio nas vendas das cadeiras ao lado das nossas e também as marcações no chão, reforçando o distanciamento”, pontua. Para marcar a volta ao cinema, Terezinha levou o neto para assistir 007: Sem Tempo Para Morrer, em uma sessão que, segundo ela, tinha poucos espectadores e todos sentados de maneira bem espaçada. “Pretendo voltar, com certeza”, afirma.

Para o jornalista Clayton Salles, que comanda o programa O Assunto é Cinema na FM 104.7, as telonas são mais que um lazer, são um instrumento de trabalho. Tanto que ele marca presença semanal para conferir os lançamentos e revela que tem até uma cadeira preferida. Clayton voltou a frequentar o UCI do Shopping Bosque dos Ipês no final de 2020, quando houve a reabertura das salas. "Sempre tive o hábito de ir ao cinema, pois faço as críticas dos filmes para os programas. Mesmo antes da pandemia, eu já tinha alguns hábitos que hoje me ajudam a me deixar mais seguro. Por exemplo, normalmente vou sozinho, raramente levo companhia; escolho horários com sessões mais vazias e tento comprar poltronas mais nas laterais, evitando a aglomeração do meio da sala", pontua. Esses costumes aliados às medidas de biossegurança pessoais, como higienizar as mãos e o uso da máscara, e também as do cinema tornam, segundo o jornalista, a ida ao cinema um passeio seguro. "Recomendo às pessoas a irem ao cinema, desde que levem em conta os cuidados necessários e estando ciente de sua situação, ou seja, se estiver sem sintomas e com a situação vacinal completa", alerta.

Cuidados - Além do espaçamento dentro das salas, quem for ao UCI pode ter a certeza de estar em um ambiente com controle na qualidade do ar. O seu principal diferencial está na implementação de um sistema exclusivo de ar condicionado nas salas: o iWave, um sofisticado equipamento com polarizadores de íons que destrói qualquer tipo de microorganismo e vírus.

A rede continua seguindo à risca o protocolo obrigatório recomendado pelas autoridades de cada cidade e pela OMS (Organização Mundial de Saúde). A higienização das salas é intensificada a cada sessão e conta com dispensers de álcool em gel espalhados pelos complexos. Além da utilização de máscaras ser obrigatória para funcionários e clientes, as bilheterias e bombonières estão equipadas com escudos de acrílico de proteção.

O UCI Cinemas fica no segundo piso do Shopping Bosque dos Ipês. Para conferir os filmes em cartaz, horários e preços, acesse https://www.ucicinemas.com.br/ e selecione a opção Campo Grande.

1 visualização0 comentário