• Ana Paula Ostapenko

Erika Espíndola comanda noite especial neste Dia da Mulher


O Dia Internacional da Mulher tem o papel de gerar reflexões sobre igualdade de gênero, respeito, combate à violência e luta por direitos. Para celebrar a data e destacar a importância do protagonismo das mulheres na música, acontece nesta terça um Especial Dia das Mulheres comandado por Erika Espíndola e seu show ANU.


Em nova fase na carreira iniciada em 2021, repleta de Rock ‘n’ Roll, luzes e misticismo, a artista busca sua originalidade ao som de blues, psicodélico e folk. Sua apresentação viaja por canções autorais e versões hibridizadas de mulheres referências do gênero e de talentos da nova geração, como Donna Summer, Billie Eilish e Céu.


Ao longo dos últimos anos, a artista tem aprofundado suas pesquisas sobre vidas extraterrestres, e herança alienígena da humanidade, tema que desde sempre fascina a sociedade, tendo se transformado nos mais diversos produtos artísticos, desde animes japoneses até clássicos do cinema hollywoodiano. Da saga Dragon Ball à franquia Star Wars, de Alien a Ziggy Stardust, personagem de David Bowie, a temática mexe com a compreensão de mundo das gerações a partir do século XX.


Com o tempo, a coragem de revelar o que pensa preencheu alguns vazios da artista, e agora busca traduzir suas inquietações, estudos e crenças em uma performance ousada, futurista e memorável. ANU é o alter ego de Erika. É o início de uma nova era musical e pessoal, na qual a cantora fala abertamente, sem filtros e sem concessões, sobre sua ascendência alienígena.


ANU, na mitologia suméria, é o senhor das constelações e juiz da humanidade e dos deuses. Também é a abreviação para Anunakki, deuses das comunidades cósmicas que ajudaram a construir o antigo Egito e responsáveis por implementar tecnologias que transformaram a humanidade como a conhecemos hoje. ANU é também um anagrama para UNA, título do primeiro disco de Erika Espíndola.


De igual modo, seu show vem como um convite para o despertar da consciência, numa versão visual e musicalmente provocativa. Canções autorais, como “Guy With a Halo” e “Fantastic People” são um lembrete do que é importante, rebatendo os problemas contemporâneos, tais como a polarização, o consumismo e o egoísmo. Na voz potente de Erika Espíndola estas mensagens ecoam forte e encantam o público pela sensibilidade e força da performance.


A parceria de longa data com sua banda e a grande experiência de todos os integrantes nos mais diversos palcos, garantem naturalidade à apresentação e cada nota preenche o vazio com muita precisão e beleza. O visual futurista no palco atrai os olhares e surpreende os espectadores conforme a história de ANU é contada.


Já a abertura da noite fica por conta da banda Lá em Saturno, com os vocais da jovem artista Lau Castro. Com um EP e um single lançados, acordes sensíveis e letras sentimentais, o projeto transforma o Indie Rock autoral em verdadeira trilha sonora da vida. Lá em Saturno foi criada em 2018 e tem Assis Goulart na bateria e Leandro Vaz na guitarra.



SERVIÇO


ERIKA ESPÍNDOLA ESPECIAL DIA DAS MULHERES

DATA: 08 de março

HORÁRIO: A partir das 19 horas

LOCAL: Blues Bar (Rua 15 de Novembro, 1186)

ENTRADA: R$ 15


SOBRE A ARTISTA


Erika Espíndola é uma artista brasileira de Rock e Blues. Atuante na música há 10 anos, com experiência entre palcos e estúdios com diversos projetos, iniciou sua carreira autoral em 2014, com o duo PúrPura, ao lado de Julio Queiroz.


Em 2017 Erika Espíndola dá início à sua carreira solo com vídeos em seu canal do YouTube. O primeiro vídeo postado foi uma guia da música “Cavalo do Rei”, lançada em maio de 2018. Também em 2018 lança seu segundo single (Guy With a Halo), em parceria com Julio Queiroz. A música tem base forte no indie rock, com vozes reverberadas, guitarras altas e bateria bem presente. A letra da música questiona a existência de Deus (“o cara com a auréola”) e implora por uma trégua na polarização. Essa canção recebeu uma crítica muito positiva do blog especializado em música BuzzMusic, localizado em Los Angeles, nos Estados Unidos (matéria anexada neste portfólio).


Em agosto de 2019 lança “Fantastic People” e um mês depois o disco “UNA”, que contém oito faixas em inglês que marcam sua transição para a nova fase artística. No começo de 2020, Erika já havia se apresentado nos circuitos SESC de Campo Grande – MS, mas a pandemia forçou uma pausa nos projetos para o restante do ano, que incluíam apresentação na Av. Paulista em SP e gravação no Estúdio Showlivre. Ainda em 2020, inscreveu a música “Fantastic People” no concurso nacional EDP Live Bands, onde conquistou o terceiro lugar nas seletivas, chamando a atenção da mídia local, estabelecendo pontes importantes pelo Brasil.


Erika foi citada no Troca O Disco, um dos mais importantes podcasts de música do Brasil (no quadro “Bolachadas”) e teve suas músicas tocadas na rádio carioca A Onda, conduzida por Luiz Antônio Mello (o mesmo que descobriu Legião Urbana e Paralamas do Sucesso na década de 80).


Em 2021, lançou seu novo show, intitulado ANU, com o qual se apresentou no Som da Concha e no Festival Campão Cultural.

31 visualizações0 comentário