• pedrodemoraesmartine

Habit: os puritanos vão odiar

Habit é estrelado por Bella Thorne como uma festeira que se tornou traficante de drogas depois que foi demitida de mais um em uma série de trabalhos mal pagos. Com suas amigas, Addy (Andrea Pejic) e Evie (Libby Mintz), Bella estará vendendo drogas, fornecidas a elas por um ex-astro de TV, Eric (Gavin Rossdale), em uma boate. infortunadamente, as três amigas acabam festejando um pouco demais lá e depois de levarem a festa para seu apartamento, elas acordam e encontram 8.000 dólares em dinheiro e drogas roubadas.

Já são más notícias sobre como Eric ficará "chateado" com a perda, mas é muito pior ouvir as palavras de desaprovação de Eric do que ter noção do que realmente está em jogo. Eric está profundamente em dívida com Queenie (Josie Ho), uma traficante de drogas perigosa e imprevisível que não quer apenas seu dinheiro de volta. Queenie quer usar Eric e seu trio de traficantes como uma lição para outros traficantes de drogas não mexerem com Queenie. Queenie planeja massacrar cada um deles.

Em um desenrolar um pouco menos perigoso, Bella, Addy e Evie foram despejadas de seu apartamento e não têm para onde ir. É quando Bella tem uma epifania. Vendo uma freira coletando doações em uma esquina, e sendo ela uma fã fervorosa e apaixonada por Jesus, Bella teve a ideia de se vestir como freira e coletar doações usando a desculpa de que o dinheiro era para começar um novo convento.

Mas, elas ainda precisavam de um lugar para ficar enquanto juntavam dinheiro suficiente para se mudar. É quando o destino entra em ação para conectar Bella com uma mulher cega rica que muitas vezes acolhe freiras que precisam de um lugar para ficar. Isso pode parecer um desenvolvimento muito conveniente, e é, mas Bella acredita que foi uma intervenção divina, Jesus viu que ela precisava de um lugar para ficar e providenciou para ela e suas amigas. A natureza conveniente do desenvolvimento do enredo, portanto, torna-se uma sátira da crença comprometida de Bella em JC.


Habit tem uma série de toques inteligentes onde pedaços de coincidência se fundem em comentários irônicos sobre a versão questionável de Bella na fé em Deus e no amor de Jesus Cristo. O título Habit é porque Bella usa um hábito, uma fantasia de freira, primeiro como traficante na boate e depois novamente quando ela cria o esquema para ganhar dinheiro. Mas também se refere ao vício de Bella em drogas, um vício de longa data em heroína, um vício que quase a mata.

Habit foi co-escrito e dirigido pela recém-chegada e nativa de Corpus Christi, Texas, Janell Shirtcliff. Em seu primeiro longa, co-escrito com sua melhor amiga e estrela coadjuvante, Libby Mintz. Habit é uma estreia ousada e sombriamente hilária. A estrutura solta de Shirtcliff e a escrita espirituosa são uma combinação vencedora para um filme que pode ser difícil de vender para o público mainstream, mas certamente encontrará um nicho de apoio entre os fãs de comédia de humor negro e da estrela Bella Thorne, um ícone de cult em ascensão.


Bella Thorne criou um pequeno império por meio de sua crescente influência na mídia social, que inclui 18 milhões de seguidores no Instagram, 6,5 milhões de seguidores no Twitter e uma penca de milhões de assinantes no YouTube.


Thorne é a imagem perfeita do humor transgressivo de Habit, que gira em torno da vaidade de uma pecadora que pensa que é uma santa e parece ser uma dos favoritas de Deus em como as coisas parecem funcionar a seu favor. Ela é extremamente carismática e, sob a direção de Shirtcliff, ela mantém sem esforço esse centro da sátira religiosa agressiva do filme. A atriz é a artista rara que exerce controle total de seus poderes de sedução. Não importa como ela é apresentada, ela parece estar no controle total de como está sendo apresentada; ela não está sendo explorada e ela está usando sua própria exploração para controlar o público.


Compartilhando a tela com Thorne está Paris Jackson, a famosa filha do Rei do Pop que incorpora Jesus.

Obs.: os fãs de fontes de títulos de filmes provavelmente notarão como Habit usa a mesma fonte que Quentin Tarentino usou para Pulp Fiction.


5 pipocas!




7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo