• Ana Paula Ostapenko

Importância feminina, desafios e desigualdade na área da Engenharia é tema de live nesta terça-feira


A integração da mulher no mercado da Engenharia, com foco em temas como a desigualdade de gênero e a valorização e importância feminina em um mercado tradicionalmente preenchido por homens, são os principais objetivos do 1º Encontro de Mulheres do Sistema Confea/Crea de Mato Grosso do Sul.

A iniciativa gratuita, acontece nesta terça-feira (14), às 19h (horário de MS) em live transmitida pelo Youtube do Crea-MS (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso do Sul).

Realizada pelo programa Crea Mulher MS, composto pelo Crea-MS, Confea (Conselho Federal de Engenharia e Agronomia) e Mútua (Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea), a iniciativa visa apresentar soluções práticas e ferramentas de técnicas comportamentais, ferramentas de comunicação e bases jurídicas para as profissionais da área resolverem e/ou mediarem conflitos, como destaca a coordenadora do evento, Mariana Amaral.

“O Programa Mulher do Crea-MS objetiva combater a desigualdade de gênero e incentivar o trabalho das mulheres na área. Queremos mais, queremos discutir a educação das meninas, para que possamos encorajá-las cada vez mais a se desafiarem nos ramos das exatas, das engenharias e da geociências, pois, acreditamos que a cultura imposta há décadas infelizmente ainda está muito presente no nosso dia a dia, cultura essa de que mulheres são frágeis demais para determinadas profissões, cultura que ainda acredita que exista profissões definidas pelo gênero”, explica.

Para debater este tema central e eixos no entorno da atuação feminina na área, desafios e conquistas, foram convidadas profissionais de vários segmentos para juntas, apresentarem soluções assertivas ao público-alvo.

Participam da live: a promotora de Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul, Luciana do Amaral Rabelo, que até 2020 atuou na Casa da Mulher Brasileira e, entre outros importantes feitos, participou da elaboração das Diretrizes Nacionais para Investigar, Processar e Julgar com Perspectiva de Gênero as Mortes Violentas de Mulheres (Feminicídios); a psicóloga Cognitivo-Comportamental, Ana Flávia Weis – terapeuta certificada pela Federação Brasileira de Terapias Cognitivas e mestre em Psicologia da Saúde e da administradora de empresas e facilitadora de Comunicação Não-Violenta, Ariane Osshiro – atuante na área de inteligência emocional no mundo corporativo por meio da metodologia Cultivating Emotional Balance.

Participam ainda: a engenheira agrimensora, Vânia Mello, primeira mulher presidente do Crea-MS, mestre em Meio-Ambiente e Desenvolvimento Regional e docente universitária por mais de 20 anos e a engenheira civil e gerente regional da Plaenge, Valéria Gabas, que contabiliza 28 anos de experiência no mercado imobiliário e construção civil.

Ainda de acordo com a coordenadora do evento, a legislação brasileira avançou e a mulher tem direitos reconhecidos, sendo vista com mais igualdade, mas a equidade de gênero para ser alcançada no dia a dia precisa da conscientização da e esta iniciativa traz esta proposta.

“Queremos debater a integração da mulher no mercado de trabalho. Ë inadmissível que em 2021, mulheres enfrentem um cenário de desigualdade salarial, sofrendo abusos e assédios morais e sexuais no ambiente de trabalho. Queremos instigar as pessoas a pensarem, queremos mostrar exemplo de mulheres que venceram o desafio, queremos impulsionar a mudança de atitude”, finaliza Mariana Amaral que é engenheira Florestal, empresária e coordenadora do Programa Mulher do Crea-MS.

As inscrições para o encontro são gratuitas e devem ser realizadas até às 19h do dia 14 de setembro pelo link https://bit.ly/LiveMulheresMS

Mais informações: Instagram do Crea-MS, Instagram Engenheira Marjolly Shinzato @marjollyps e pelo e-mail creamulherms@gmail.com

Serviço

Live 1º Encontro de Mulheres do Sistema Confea/Crea-MS

Data: 14 de setembro de 2021 (terça-feira), às 19 horas (horário de MS)

Transmissão: https://www.youtube.com/user/creamscg

1 visualização0 comentário