• Ana Paula Ostapenko

Jovem de MS busca vitória em concurso nacional de beleza plus size


Ela tem 21 anos, é estudante do 8º semestre de Direito, faz estágio na área, é membro do time de voluntários do Unicef (Fundo de Emergência Internacional das Nações Unidas para a Infância) e desenvolve várias atividades voluntárias ligadas a políticas para juventude, ao Direito da mulher, aos Direitos Humanos e ao empoderamento feminino. Mas como se tudo isso não bastasse na rotina de Gabrielle Viegas do Prado, a Gabi Viegas, ela também é Miss Plus Models Mato Grosso do Sul na categoria curvy. Agora, a modelo se prepara para a etapa nacional com o objetivo de trazer a maior premiação para MS.

Trajetória

“O curso de Direito me deu a oportunidade de compreender e estudar, através das aulas e da iniciação científica, diferentes realidades sociais do nosso país e da nossa região e, inclusive, pesquisar sobre temas ligados às mulheres, como os desafios que enfrentamos desde quando ainda somos jovens. São desafios nos estudos, sobre nossa aparência, no mercado de trabalho”, contextualiza a estudante.

Viegas também é uma das embaixadoras do Dia Internacional da Juventude, criado pela ONU e, além disso, faz parte do time de marketing da Wifa Girls, um programa que reúne jovens mulheres ligado a World Association of International Fairs (Wifa) . A entidade é uma rede de network que conecta jovens do mundo inteiro com o objetivo de incentivar internacionalmente o desenvolvimento científico, tecnológico, político e social.

Direito à beleza

Foi a união da caminhada no Direito com a paixão pela modelagem que levaram Gabi à uma construção mais clara de seus propósitos de vida e sonhos. “Percebi que modelar me ajudou a me aceitar, a me amar como sou, aceitar minhas marcas, lidar comigo, me entender, me ver de forma positiva”, compartilha a modelo.

“A pressão estética sobre a mulher é uma realidade, a supervalorização dos corpos magros… É claro que conheço essa pressão, mas quando entrei nesse universo da modelagem plus size, comecei a me ver com outros olhos. Entendi que não é meu corpo que define o que sou, quem eu sou. E não é a sociedade que define, sou eu mesma”, afirma Viegas.

A modelo está em busca de patrocínio para a etapa nacional do concurso Miss Plus Models Brasil, que será em fevereiro do próximo ano em Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Com a visibilidade que dia a dia ela conquista com seu trabalho, e com o concurso, Gabi espera inspirar outras meninas sul-mato-grossenses a buscarem seus sonhos e a se amarem de verdade.

“Meu principal objetivo é mostrar que, independente do corpo, das cicatrizes que carregamos, do que já passamos e dos motivos que levaram nosso corpo a ser ou estar como é, não deixamos de ser bonitas, de ter uma beleza que merece seu lugar. Quero ser alguém com quem as pessoas sentem prazer em trabalhar junto e, principalmente, ser uma referência para meninas mais novas”, conclui a estudante.


22 visualizações0 comentário