• Ana Paula Ostapenko

Listamos 10 filmes e séries produzidos na Europa, Ásia e América Latina

Uma das coisas que são mais interessantes, do ponto de vista dos curiosos, na Netflix e demais plataformas de streaming são as produções feitas em outros países como os do Leste Europeu, Índia, dentre outros, mostram como a produção audiovisual é crescente no mundo todo e filmes e séries são muito bem feitos e com histórias cativantes.

Listamos 10 produções feitas em países fora da América do Norte pra você se aventurar por outros idiomas além do inglês. A dica: assista legendado.

Lupin (França)

Em Lupin, Omar Sy (Intocáveis) interpreta Assane Diop, que se inspira no famoso ladrão e mestre do disfarce, Arsène Lupin, "o Ladrão de Casaca", para elaborar um grandioso assalto no Museu do Louvre, em Paris, França.

Diop carrega consigo um grande trauma: quando criança, o garoto viu o pai ser morto após ser preso injustamente por um crime que não cometeu. 25 anos depois, Diop está disposto a vingar o pai com planos dignos de Arsène Lupin.

Equinox

Equinox é um thriller sobrenatural dinamarquês da série Netflix criado por Tea Lindeburg, baseado no podcast dinamarquês Equinox 1985. A série estreou em 30 de dezembro de 2020 e estrelado por Danica Curcic no papel principal de Astrid, uma jovem que investiga o desaparecimento de sua irmã 20 anos antes.

Dark (Alemanha)

Dark é essencialmente uma série sobre viagem no tempo. A trama se passa na cidade fictícia de Winden, na Alemanha, e acontece de forma não linear, alternando um vai e volta entre 1953, 1986 e 2019. Esse três anos específicos representam dois ciclos de 33 anos.

Califado (Suécia)

"Califado" acompanha três personagens-chaves, não por acaso, mulheres: Pervin (Gizem Erdogan) é uma sueca que mora na Síria e que vive o terror de viver com o marido Husam (Amed Bozan), jihadista do Estado Islâmico. Já Fatima (Aliette Opheim) é uma policial sueca que faz parte de um departamento que monitora atividades do Oriente Médio, muitas delas terroristas. E por fim, Sulle (Nora Rios), uma adolescente de 15 anos, adepta da religião muçulmana, que acredita que o governo sueco é contra sua crença e que a luta extremista do E.I. é 100% legítima! Embora as três histórias pareçam completamente distintas, elas começam a se interligar (e esse é um dos pontos altos da série) quando surge a suspeita que um possível ataque terrorista está sendo orquestrado a partir da Síria e que o alvo é a Suécia.

Destemida ( Polônia)

Marta é uma jovem talentosa para a música, mas com muito rancor de Olo, um cantor que foi popular anos atrás e que ela acredita ser seu pai. Para se vingar, a garota entra para o show de talentos no qual ele é jurado, mas acaba se apaixonando pelo calor da fama e sua jornada perde o foco — igual ao filme.

Bom dia, Verônica (Brasil)

Verônica Torres trabalha como escrivã na Delegacia de Homicídios de São Paulo. Após presenciar um suicídio, ela decide investigar por conta própria dois casos esquecidos envolvendo mulheres agredidas.

Bronx ( França)

Em Bronx, nos distritos do norte de Marselha, um massacre orquestrado pelo clã Bastiani ocorre. Dois rivais são encarregados da investigação; Vronski, policial do esquadrão anti-gangue, e Costa, líder de grupo BRB que usa de práticas questionáveis. A situação se agrava quando uma testemunha chave é assassinada sob custódia policial. No meio da guerra entre gangues, Vronski e seus homens serão forçados a fazerem escolhas que podem desencadear graves consequências.

Street Food (Ásia/América Latina)

Envolvente, divertido e profundo, as duas temporadas de Street Food, uma na Ásia e outra na América Latina, vão além de apresentarem pratos que se tornaram típicos de cada cidade. Elas mergulham um pouco nas histórias dos cozinheiros, apresentando “personagens” intrigantes, com histórias que carregam não apenas a cultura de cada local, mas as trajetórias repletas de desafios vencidos por quem ama cozinhar e decidiu fazer desta tarefa tanto uma forma de sustento, quanto uma razão à existência humana e à busca pela felicidade.

Street Food América Latina, explora os quitutes saborosos vendidos nas ruas de cidades da América Latina. No Brasil, o programa se concentra em Salvador, com seus acarajés e outros pratos comuns encontrados nos tabuleiros das baianas.

Midnight Diner: Tokio Stories (Japão)

Inspirada no mangá Shinya Shokudo, do autor Yaro Abe, Midnight Diner: Tokyo Stories gira em torno de um restaurante que abre a uma hora peculiar – entre a meia-noite e as sete da manhã.

Carinhosamente apelidado de Midnight Diner (Restaurante da Meia-Noite) pelos seus clientes, o estabelecimento possui o dom especial de aproximar as pessoas que o frequentam, independentemente das suas origens, orientações sexuais ou pecados do passado – todos são aceites e tratados como iguais.

Através da série podemos olhar para as vidas das personagens, incluindo as suas relações, os seus problemas, os seus passados, e os seus ideais – uma janela para as suas vidas.

A Senhora da Van (Londres)

Ok, aqui temos uma produção londrina, mas muito boa, ela precisava estar nessa lista.

Alan Bennett simpatiza inesperadamente com uma excêntrica mulher que vive em um carro estacionado na frente de sua casa. À medida que a amizade se fortalece, ele descobre a verdadeira história sobre o passado desta misteriosa senhora.


E você, curte filmes e séries fora do circuito EUA/Canadá?


11 visualizações0 comentário