• Ana Paula Ostapenko

Plaenge realiza exposição fotográfica a céu aberto do Parque das Nações Indígenas


Foto: Marcelo Varela

Um dos cenários mais lindos e conhecidos de Mato Grosso do Sul, o Parque das Nações Indígenas em Campo Grande, sempre proporciona imagens incríveis da natureza que ganham as redes sociais e estimulam os visitantes a fazerem registros pessoais e de momentos únicos da vida. Ampliando mais a visão da diversidade da flora e fauna da nossa cidade e os cenários envoltos no parque, a Plaenge realiza a sua primeira exposição à céu aberto intitulada “Momentum”, que traz registros artísticos e únicos feitos pelo fotógrafo Alexandre Raupp. A exposição acontece ao lado do Parque das Nações Indígenas entre as ruas Ivan Fernandes Pereira e Hélio Yoshiaki Ikeziri.

A exposição à céu aberto traz uma visão artística da natureza, suas cores e tons em registros singulares da vida natural feita por Alexandre Raupp, reconhecido por oferecer lindas obras de artes e formas de expressão por meio da fotografia. Seus trabalhos são marcados pela busca de imagens que são capazes de traduzir de forma intensa o momento ou lugar.

Raupp afirma que entre suas inspirações para construção da sua personalidade fotográfica estão grandes pintores como Mark Rohtko, Mondrian e Kandinsky. “Entres os trabalhos que mais me inspiraram foram do Mark Rohtko, onde a cor adquiriu um papel crucial nas pinturas. A ideia era que o espectador tivesse uma relação meditativa com as obras. As obras de Mondrian e Kandinsky foram bem impactantes na minha formação também”, explica.

Fauna, flora, cores e nuances

Alexandre comenta que seu interesse pelas cores começou em 2013 e desde então “coleciona” as nuances de cores do céu. “Meu interesse pelas cores começou com a observação da mudança de tons em questão de minutos que temos nas famosas horas mágicas do amanhecer/entardecer. Comecei a colecioná-las”.


Foto: Alexandre Raupp

A convite da Plaenge, Raupp visitou Campo Grande e ficou impressionado com as cores, fauna e flora que se harmonizam de forma sem igual. “Visitar Campo Grande foi um grande prazer. Uma cidade desenvolvida, mas que não deixa de lado a natureza. Ver araras voando pela cidade por si só já é uma grande experiência. Caminhar e fotografar pelo Parque das Nações Indígenas e ver a harmonia entre pessoas e animais foi incrível. E as cores, nuances e degradês do céu de Campo Grande foi uma grata surpresa também, tive o prazer de registrar dias maravilhosos”, afirma.

Exposição à céu aberto

A Plaenge idealizou a exposição Momentum com objetivo de trazer um olhar artístico e ampliado da fauna e flora que estão dentro e no entorno do Parque das Nações Indígenas.

Para a Gerente de Novos Negócios, Ada Maria de Lima, o Parque das Nações Indígenas retrata uma aproximação com a natureza dentro de Campo Grande sem igual, mas proporciona aos visitantes uma visão mais ampla do que nos cerca.


Foto: Alexandre Raupp

“A natureza nos convida a ter esse olhar contemplativo para os momentos da nossa vida, todos os dias. Ela nos mostra a sua força, simplicidade e beleza por meio das suas cores vivas, como as floradas dos ipês, as mudanças e gradientes do céu pelas estações do ano, a relação das aves que sobrevoam nossa cidade e o Parque das Nações Indígenas, e muito mais. A exposição Momentum nos convida a ter esse olhar ampliado e traz a reflexão para possamos enxergar esses detalhes e cores em nosso cotidiano e em nossas vidas”, explica Ada.

A curadoria da exposição à céu aberto é feita pela Gerência de Novos Negócios e Departamento de Marketing da Plaenge, que ficará exposta até meados de outubro.

Serviço

A exposição “Momentum” está localizada entre as ruas Ivan Fernandes Pereira e Hélio Yoshiaki Ikeziri, em frente à entrada Guató, do Parque das Nações Indígenas. A visitação é aberta e totalmente gratuita.


7 visualizações0 comentário