• Ana Paula Ostapenko

Plataforma on-line reúne produtos de empreendedores locais


Nos últimos anos vem crescendo o movimento “compre do pequeno/compre de quem faz”, que incentiva o consumo de produtos de empreendedores locais. Inspirado por essa tendência, e também buscando uma alternativa para ajudar artistas e artesãos atingidos pela pandemia da Covid-19, o empresário Fábio Castro de Brito criou a Vitrine do Mato, uma plataforma colaborativa para empreendedores locais. “A pandemia afetou muito o nosso setor, que dependia de feiras, eventos, nosso forte era estar na rua, por isso a ideia de um site que reunisse esses pequenos comerciantes para vender e continuar fazendo o que a gente gosta”, explica o idealizador.

Financiada com recursos da Lei Aldir Blanc, por intermédio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Sectur) e da Prefeitura Municipal de Campo Grande, a Vitrine do Mato tem cerca de 100 produtos, como roupas, acessórios, artesanato, decoração, papelaria e produtos de beleza, feitos por designers, produtores de moda e artesãos, tudo com muito bom gosto e criatividade. Participam do site 17 marcas, todas de Mato Grosso do Sul, mas com muita diversidade de estilos e técnicas. “Não é porque o produto é feito em MS que são só coisas com bichos, natureza, aqui também tem moda urbana, design, trabalhos de qualidade em várias artes”, comenta Fábio.

Na chamada economia criativa, a união e a colaboração são fundamentais para fazer, de pouquinho em pouquinho, resistência aos grandes conglomerados. “Muitas vezes pagando barato em uma roupa, por exemplo, você financia práticas erradas, como trabalho escravo. Eu acho importante essa valorização porque quando os produtos são feitos manualmente você sabe de quem está comprando, como é o processo, é um produto mais exclusivo e o design agrega um valor diferente do que comprar uma peça no shopping”, defende o criador do site.

A plataforma abriu também espaço para empreendedores negros, que colocam em seus produtos muita cultura e representatividade. “É de fundamental importância dar visibilidade a empreendedores negros e negras, pois percebemos que as divulgações em mídias em geral não visibilizam os negros. É muito importante o site ter aberto espaço e realmente fazer o recorte, essa é a atitude de praticar efetivamente ações afirmativas”, comenta Ana José Alves, especialista em políticas públicas com ênfase em gênero e raça.

Além do site, o projeto está realizando lives nas redes sociais com diversos temas relevantes e atuais. Nesta quarta-feira (17), às 19 horas, a designer e consultora de moda Vanda Sol vai falar sobre “Tipos de Tecidos e suas Variações”, e na próxima semana, dia 24, no mesmo horário, o tema é “Slow Fashion na criação e produção de moda autoral de Campo Grande/MS”, com Ivani Grance e Matheus Arcanjo.

Serviço: A loja colaborativa Vitrine do Mato está disponível pelo link: https://www.vitrinedomato.com.br/. Mais informações sobre os produtos e a agenda de lives pelas redes sociais do projeto @vitrinedomato.

5 visualizações0 comentário