• Ana Paula Ostapenko

Viaduto da UFMS é revitalizado e expõe cores da fauna de MS


A cidade que mistura o urbano com a natureza exuberante fica agora ainda mais bonita com as cores das araras que estampam os céus de Campo Grande, expostas no viaduto da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. A revitalização da obra foi entregue nesta terça-feira (1°) e faz parte do projeto “Cores e Vias”, iniciativa da Prefeitura Municipal de Campo Grande, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Sectur), em parceria público-privada com o Grupo Pereira, representado pelas marcas Fort Atacadista e Supermercado Comper.


A obra foi executada por Matheus do Carmo. “Foi o maior painel que já pintei e participar desse projeto é uma honra. A cidade inteira ganha ainda mais beleza”, disse o artista na cerimônia de abertura. O viaduto da UFMS foi o segundo a compor o projeto. O primeiro pontilhão, Senador Italívio Coelho, recebeu pinceladas de Ton Barbosa.


“Preparamos nossa casa para receber quem vem de fora e aqueles que moram aqui. Nossa capital tem uma beleza única e essa é uma forma de valorizá-la. A participação da iniciativa privada é fundamental para que isso aconteça. Comper e Fort, juntos nessa obra, buscam uma forma de devolver à sociedade o acolhimento que a cidade sempre teve com o Grupo Pereira”, afirmou o prefeito Marquinhos Trad.


A inauguração da obra, no ano em que o Grupo Pereira celebra 60 anos, torna a participação no projeto essencial para comemorar o crescimento da marca junto à cidade. “Estamos inseridos no cotidiano do campo-grandense e isso nos torna parte de suas famílias. Integrar iniciativas de valorização da cultura e representatividade da fauna e flora, além da preservação de patrimônios, fortalece nosso laço com esta cidade que é também nosso lar e tanto nos orgulha fazer parte e ajudar a crescer”, comemorou o gerente nacional de marketing do Supermercado Comper, Daniel Azzola.


De acordo com o secretário municipal de Cultura e Turismo, Max Freitas, ao total, 10 pontos da cidade serão revitalizados dentro do projeto “Cores e Vias”. Com isso, espera-se transformar não só o ambiente urbano da capital, mas também a relação da população com o patrimônio cultural.

4 visualizações0 comentário